Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BLOGUE REAL ASSOCIAÇÃO DE LISBOA

o diabo que o carregue: Nuno da Câmara Pereira

Há muito que os verdadeiros monárquicos pressentiam (e alguns o sabiam para lá de qualquer dúvida) que o cançonetista Nuno da Câmara Pereira nada tinha a ver com as aspirações da causa realista, por mais presidente do PPM que fosse. Para quem estivesse atento, saltava à vista o seu estranho penduranço na República, bem patente durante uma triste e apagada passagem pelo Parlamento, nas bancadas do PSD. Depois de se voltar contra o Chefe da Casa Real, por razões que só um Ego doentio pode explicar, Pereira já se aliou a um aventureiro siciliano que pretende ser herdeiro do Trono de Portugal, já fez peixeirada de mão na anca a propósito da Ordem de S. Miguel da Ala e já pôs o seu minúsculo clube ao serviço das extraordinárias “aspirações” do Duque de Loulé a ser “rei”. Tudo o que de pior podia inventar-se para denegrir a Monarquia e mostrar pequenez e divisão, ele inventou. Agora, de novo concorrente a um lugarzinho na Assembleia da República, surge com um inenarrável cartaz de campanha em que se auto-proclama detentor de cinco-predicados-cinco, qual deles o mais excelso: “Honestidade, Integridade, Transparência, Ética, Verdade”. Tanta virtude junta serve-lhe para, em parangonas, dizer o que realmente lhe interessa: “Vamos, todos, ajudar a República!”, proclama Pereira no seu cartaz eleitoral. Quem tinha dúvidas, escusa já de tê-las. Está mais do que claro para que serve, afinal, o chamado Partido Popular Monárquico – um perigoso equívoco que consegue, sozinho, fazer mais estragos à causa monárquica do que todos os republicanos juntos.

 

FRA DIAVOLO

"O Diabo" -28.9.2009

2 comentários

Comentar post

A Real Associação de Lisboa é uma estrutura regional integrante da Causa Real, o movimento monárquico de âmbito nacional. Esta é uma associação que visa a divulgação, promoção e defesa da monarquia e da Instituição Real corporizada na Coroa Portuguesa, cujos direitos dinásticos estão na pessoa do Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança e em quem legitimamente lhe vier a suceder. Cabe a esta associação a prossecução de iniciativas e de projectos de interesse cultural, social, assistencial e de solidariedade que visem a dignificação, a valorização e o desenvolvimento dos seus associados e da comunidade em que se insere.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D